Significado de Reportagem

 

O que é Reportagem:

Reportagem é um gênero formal jornalístico com qualidades próprias e que possui por propósito passar informações para os receptores.

A reportagem é acertada pela estrutura formal maior e mais detalhada. O assunto levantado é mostrado de maneira abrangente, citando-se fontes, entrevistas e outras informações obtidas a partir de pesquisas.

Embora de ser prevalentemente informativa, a reportagem similarmente pode ser classificada como um gênero incerto, refletindo o jurisdição de valor do escritor. Uma vez concluída, a reportagem pode ser veiculada em vários tesouro de comunicação como tv, jornais impressos, rádio, internet, etc.

Estrutura da reportagem

Em maior parte, a reportagem tem a posterior estrutura:

Título ou manchete: é o nome do artigo. Precisa ser formulada de modo a contatar a atenção e estimular o ambição dos receptores. Consiste, frequentemente, em frases de resultado concisas.

Subtítulo ou título afluente: complementa o título essencial e apresenta mais informações, apesar de que breves, sobre o que será achado no artigo. Este componente é opcional.

Confronto ou lead: no jornalismo, a confronto ( ou lead) é o primeiro sinal do artigo no qual são apresentadas as principais informações da assunto, fornecendo um exposição aos receptores. Por causa de ao natureza mais projetado da reportagem, a confronto não necessita agir todas as perguntas (O quê? Quem? No momento em que? No qual? Como? Por quê?) que deveriam ser respondidas em mais gêneros jornalísticos, como a explicação, por exemplo.

Corpo do artigo: é o progresso da reportagem. É o componente do artigo que vai inserir todas as informações adquiridas pelo escritor, como pesquisas, entrevistas, material gráfico, etc. Ao final do corpo do artigo o noticiarista deverá ter respondido todas as perguntas relacionadas ao assunto levantado.

A reportagem não necessita ser estruturada no modelo de pirâmide invertida, em que os fatos mais necessários são apresentados por primeiro, seguidos de suas explicações e desdobramentos.

Qualidades da reportagem

As qualidades recorrentes em reportagens são:

Dialeto: a dialeto apresentada deverá ser clara, culta, lente e direta.

Artigo prevalentemente indicador: o propósito essencial da reportagem é de confirmar. Não obstante, durante do artigo é possível que o noticiarista exponha seus juízos de valor, sem adulterar o conteúdo das informações trazidas na assunto.

Material abrangente e planejado: a reportagem não visa comunicar circunstâncias ( propósito do gênero jornalístico explicação ). A reportagem aborda os efeitos e desdobramentos de fatos, e dessa forma presume estudo e mais tempo para ser elaborada.

Polifonia: nas reportagens, a “ voz ” do escritor é apresentada em conjunto com outras, sejam entrevistados (testemunhas, especialistas, etc), documentos reunidos, entre outros. Por este razão, similarmente diz-se que as reportagens utilizam tanto dialeto direta quanto dialeto dichote.

Tipos de reportagem

As reportagens são capazes de ser:

Expositivas: no momento em que somente apresentam os fatos de maneira lente e apartidário.

Opinativas: no momento em que os fatos são apresentados em conjunto com o ponto de ideia do escritor.

Interpretativa: no momento em que os fatos são analisados em conjunto com mais generalidades, sugerindo uma determinada entendimento sobre o assunto.

Diferença entre explicação e reportagem

Explicação e reportagem são 2 gêneros jornalísticos com qualidades e metas diferentes. Os dois, não obstante, são capazes de ser referidos pelo termo ” assunto “.

Explicação

A explicação possui por propósito entregar fatos de maneira desembaraçado e imediata, sem forçar nas motivos e desdobramentos do peripécia noticiado.

O conteúdo a ser informado pela explicação é mais breve e dessa forma não requer grandes pesquisas ou tempo de elaboração. Por constantemente estar relacionada a fatos recentes, a relevância da explicação é temporária e expira em pouco tempo. Dessa maneira, a assunto precisa ser feita de maneira direta, em poucos parágrafos e no modelo de pirâmide invertida ( de acordo com o nível de valia ).

Nas notícias, a confronto deverá agir as perguntas “O quê? Quem? No momento em que? No qual? Como? Por quê?”. Além dos fatos principais, a explicação suporta somente declarações breves que confirmem a veracidade das informações. Dessa maneira, qualquer significado ou jurisdição de valor deverá ficar por conta do recebedor.

Reportagem

Ao contrário da explicação, a reportagem aborda as motivos e desdobramentos de fatos. Dessa maneira, a assunto será impreterivelmente mais longa e detalhada, e o escritor não precisa ter afogadilho em agir todas as perguntas do recebedor.

Em reportagens, o escritor possui a liberdade e lugar para entregar mais documentos e declarações para fundamentar sua assunto, além de quantidade de demonstrar avaliação, sem deturpar os fatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *